Debate político – organizações de apoio

Debate-na-rede-Record-em-SP-entre-candidatos-a-presidencia-da-ReOntem a Rede Record exibiu o debate político entre os candidatos presidenciáveis: Dilma Rousseff (candidata à reeleição), Aécio Neves, Marina Silva, Eduardo Jorge, Luciana Genro, Pastor Everaldo, Levy Fidélix.

Um debate político a uma semana das eleições já não é bem um debate, porque no cenário geral, embora as pesquisas de opinião sejam manipuladas, já é possível vislumbrarmos com alguma clareza o resultado que virá. Pensando em uma cenário em que três principais candidatos tenham uma real chance de chegar ao segundo turno, ontem o que vimos foi um “aparelhamento” de apoio. Os ataques eram claramente direcionados a Dilma e Marina, as duas apontadas com maiores possibilidades de vitória, o que deixa Aécio Neves numa posição bastante confortável, porque se de um lado ele foi poupado de ataques – visto que Dilma e Marina não fizeram outra coisa a não ser justificar os seus erros, e tentar explicar seus equívocos. Do outro lado, ele teve calma e clareza para responder as perguntas, expor sua visão política diante do cenário atual e aquilo que ele almeja, se eleito.

O que vimos ontem foi um show de farpas e encontro de comadres, mas vimos como nossos pretensos governantes têm visão limitada a cerca de grandes temas atuais, como a economia por exemplo. A candidata Luciana Genro, por exemplo, deu um grande show de despreparo e desespero. Vimos também candidatos conscientes da sua real estatura no cenário político atual, seja na sua ideologia, seja na sua fraqueza partidária. Embora cometa alguns equívocos (principalmente linguístico), o candidato Pastor Everaldo ainda tem alguma lucidez sobre os deveres e atribuições do Estado, acontece que em um país em desenvolvimento como o nosso, privatizar, desestatizar ainda assusta, ainda causa temor, visto que nosso país tem uma mentalidade mais voltada ao social – que não é ruim, de forma alguma. Mas um país que mantém sua cota atuante de que o povo não precisa de autonomia enquanto a nossa constituição prover direitos, que se morássemos em um país desenvolvido (culturalmente inclusive) tais leis seriam obsoletas, para não dizer ridículas.

Já tenho em mente um cenário dessas eleições, infelizmente longe do ideal que imagino, mas vamos aguardar as cenas dos próximos capítulos. O futuro ainda pode nos revelar grandes surpresas.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s